FANDOM


  • Kevyn S. de Andrade
    Kevyn S. de Andrade fechou este tópico porque:
    12h22min de 12 de Abril de 2020

    Olá, sou o Garcia e sou um novo usuário aqui. Sou editora da FANDOM por longos 3 anos, mas dei uma pequena pausa por perda de horários e abandonei total. Criei essa nova conta, e não possuía conhecimento de que existia uma comunidade brasileira para Crossover's (Até porque eu só frequentei a VsBatles Wiki). Me juntei a vocês e é isto haha. 

    Dando o parecer, gostaria de indicar uma nova hierarquia suprema. Os famosos A/1. Eu li a discussão anterior e percebi que a retirada da antiga Hierarquia causou um impacto um tanto grande nos usuários. Gostaria de dar meu ponto de vista e apontar uma nova hierarquia, que ficaria além do Infinito. 

    Uma das características da transcendencia é superar o próprio A.P, estando além da energia, ou seja, finita ou infinita, a transcenderia superaria ambas. 

    Eu gostaria de utilizar desta mesma fórmula para aplicar mais uma. 

    "A Capacidade para estar além da Energia e da Infinitude destrutiva."

    Seria um modos de ataque que supera o infinito. Eu gosto da ideia porque ajudaria a equilibrar as coisas. Alguns usuários não se contentaram em ter Entidades na mesma hierarquia personagens quaisquer. Afinal, destruir um espaço infinito ainda é infinito, porém, onde se encaixam os seres que avistam isso como o irrelevante? Onde a própria natureza do espaço infinito não regula sua força? 

    Poderiamos usar a lógica padrão de que todo poder destrutivo para em Infinito, mas esta é uma alternativa para separar os personagens que tornam o próprio poder destrutivo uma irrelevancia. Seria uma hierarquia destinada exatamente para seres especificos. 

      Carregando editor
    • vai começar de novo 🔥

        Carregando editor
    • Primeira bem vindo, e obrigada por se juntar a nós.

      Antes de começar e o Kev apareça, darei minha opinião; O nível Transcendente foi retirado e alterado porque ele era literalmente o maior problema da wikia. Essa nova tier teria alguma ligação direta ao status da existência que engloba o individuo? Aqui não classificamos poder destrutivo baseado em status. 

      Só pra deixar claro, eu apoio qualquer tipo de alteração, com tanto que tenha sentido. 

        Carregando editor
    • Revy Lee escreveu:
      Primeira bem vindo, e obrigada por se juntar a nós.

      Antes de começar e o Kev apareça, darei minha opinião; O nível Transcendente foi retirado e alterado porque ele era literalmente o maior problema da wikia. Essa nova tier teria alguma ligação direta ao status da existência que engloba o individuo? Aqui não classificamos poder destrutivo baseado em status. 

      Só pra deixar claro, eu apoio qualquer tipo de alteração, com tanto que tenha sentido. 

      Agradeço a recepção! 

      Essa hierarquia nova é destinada para personagens que não se limitam ao espaço infinito. Apenas isso, ele transcederiam essa ideia. Ta mais pra uma alternativa que destrói a ideia do Transfinito, apenas deixa o Infinito para trás. 

        Carregando editor
    • bump

        Carregando editor
    • Obrigado por tirar a dúvida, e bem... O Kév não gostou da idéia, então sem chances, acredito eu disso passar. 

        Carregando editor
    • Aaaah... que pena hehe. 

      Acho que pode fechar então kkkk.

        Carregando editor
    • Revy Lee escreveu: Obrigado por tirar a dúvida, e bem... O Kév não gostou da idéia, então sem chances, acredito eu disso passar. 

      Peeh, por favor, não trate como se eu fosse uma autoridade que fecha discussões por não gostar. Aqui não é a VSBW e eu não sou o Antvasima, ou o DarkLK.

      Eu vou primeiro explicar o porquê disso ser um não categórico, pra ficar bem claro.

        Carregando editor
    • Kevyn não deve ter gostado por ser redundante, tipo, basicamente estar além de algo e não poder aplicado aquele algo é simplesmente um termo que já temos "Não aplicável", qualquer ser transcendente está além da aplicação de destruição, o não aplicável serve para esses personagens que vê destruição como irrelevante, como você descreveu. 

        Carregando editor
    • A idéia é confusa. O máximo que você conseguiria alterar, é trazer o modelo da tier omega de volta. 

        Carregando editor
    • Alonik escreveu:
      Kevyn não deve ter gostado por ser redundante, tipo, basicamente estar além de algo e não poder aplicado aquele algo é simplesmente um termo que já temos "Não aplicável", qualquer ser transcendente está além da aplicação de destruição, o não aplicável serve para esses personagens que vê destruição como irrelevante, como você descreveu. 

      Entendo, obrigado! 

      Só uma dúvida, se qualquer transcendente está além da aplicação de destruição, a palavra "Transcendente" não deveria ser usada para o Poder de Ataque também? 

        Carregando editor
    • Beatrice Wise escreveu:
      A idéia é confusa. O máximo que você conseguiria alterar, é trazer o modelo da tier omega de volta. 

      Nessa comunidade já não se usa mais o Tier-0, e o Omega se aproxima muito disso. 

        Carregando editor
    • bem vindo

        Carregando editor
    • ERROR 0405 escreveu:
      bem vindo

      Obrigado! ♥

        Carregando editor
    • Vamos lá. Quaisquer pessoas que não tenham gostado da mudança baseado no argumento de que "transcendentes estão no mesmo nível que personagens limitados pelo espaço" estão olhando o perfil de forma errada.

      Gente, entendam: O perfil é dividido em atributos porque cada atributo descreve uma característica diferente. Por exemplo, pense na velocidade. O que a velocidade descreve? O conceito de velocidade é o quanto houve de deslocamento no espaço em um certo período de tempo. Se o personagem transcende o tempo e o espaço, podemos, sim, dizer que não existem limites pra velocidade dele, pois ele não é limitado pelas bases que compõe o conceito de velocidade. Mas ao mesmo tempo, nós NÃO podemos dizer que ele tem uma velocidade maior que o infinito, por uma razão simples: Infinito significa não ter nenhum limite, é justamente esse o significado da palavra. Não dá pra dizer que ele é além do infinito porque não tem limites, pois ser infinito já significa não ter limites.

      "Ah, mas e se o personagem se move fora do espaço e tempo?" - daí não estamos mais falando de velocidade, simples assim.

      Da mesma forma, o que entendemos como potência de ataque é uma capacidade energética, e por isso, qualquer coisa que esteja além da energia não é potência de ataque, e portanto, não pode ser colocado na potência de ataque. É exatamente por esse motivo que nós usamos o Status Existencial. E exatamente por esse motivo também que eu disse que quem reclama disso está olhando os perfis errado.

      Mais uma vez, entendam: Todas as características descritas no perfil servem pra alguma coisa. Não adianta dizer que esses personagens transcendentes estão no mesmo nível, pois o Status Existencial deles ser transcendente já deixa bem claro, absolutamente, que eles não estão. A potência de ataque de um infinito e um transcendente é igual? Sim! Ela é igual, porque nenhum deles tem limites pro que pode liberar de energia, e logo, ambos podem liberar energia infinita. A diferença entre o infinito concreto e o infinito transcendente é que, mesmo sendo infinito, o concreto não pode afetar o transcendente porque o transcendente não é afetável por energia, e portanto, o transcendente continua acima dele.

      O status existencial serve pra não classificar como potência de ataque uma coisa que não é potência de ataque. É fácil solucionar isso. Se alguém quitou da wiki por isso, é porque essa pessoa não sabe olhar o perfil, e acha que potência de ataque é a única coisa que define o nível do personagem. Não é. Ela é só um dos inúmeros atributos que existem, e olhar só isso é simplificar as coisas a um nível em que elas não estão. Aprendam a usar os outros atributos, eles estão todos lá por alguma razão.

        Carregando editor
    • É...

        Carregando editor
    • Aproveitando aqui, o nível Supernova substitui o Sistema Solar? 

        Carregando editor
    • E bem vindo, Márcio.

        Carregando editor
    • Primeiramente, obrigado! ♥ Estou muito feliz por me juntar e farei o possível para ajudar a comunidade brasileira à crescer mais e mais. 

      2-): Eu entendi isso perfeitamente, os perfis possui um modelo e características que simbolizam a totalidade do personagem. A idéia em si, era apenas justificar que os cujo ditos Transcendentais não estão com características equivalentes há quaisquer Infinito normal. Era apenas uma medida, por assim dizer, um termo diferente para confortar a quem pensa que todas as estatísticas simbolizam e param apenas no Ataque. 

      Superar a própria destruição, no caso. Era algo que eu tinha em mente, mas não descrevi com clareza. 

        Carregando editor
    • Bem vindo Márcio, espero que você goste daqui, apesar de estarmos passando por uma época complicada para a wikia agora, com o iminente fechamento do Fórum.

      Pra ser franco eu gostaria de colocar outra coisa em Ataque ou Defesa, até porque não encaro como uma coisa em base energética, e sim apenas pelas capacidades ofensivas da entidade em questão. Isso se manifesta em níveis energéticos, claro, que é o que mais temos acesso e meios de comprovação no mundo físico. Porém, eu gostaria de atualizar o sistema ainda pois sinto nossas explicações insuficientes quando se atinge um nível Universal, Infinito e Multiversal, quando energia como entendemos pode não se aplicar por meios normais, e também Transcendental, que ainda acredito se encaixar em ataque por ir além (Não fora ou simplesmente diferente, mas além) do sistema energético. Ataque/Defesa, para mim, vai além de energia: É simplesmente o próprio conceito de potência da entidade, que mensuramos em energia nos níveis mais compreensíveis a nós e onde se tem óbvia aplicação, mas que não vejo porque não ir ao metafísico quando se fala de entidades justamente assim.

      Mas, de novo, é só minha opinião e não sei das minhas capacidades de argumentar a favor.

        Carregando editor
    • isso é mais por parte simbólica do que útil, no caso. É só uma hierarquia sem utilidade para separar os transcendentes dos demais, é apenas um termo. Eu não vejo como isso pode ser útil TECNICAMENTE, porém, pode ajudar realmente a distanciar as coisas. 

      Pensando um pouco,talvez isso possa validar as diferenças, essa característica é algo que apenas o Transcendente possui. 

        Carregando editor
    • Beatrice Wise escreveu:
      isso é mais por parte simbólica do que útil, no caso. É só uma hierarquia sem utilidade para separar os transcendentes dos demais, é apenas um termo. Eu não vejo como isso pode ser útil TECNICAMENTE, porém, pode ajudar realmente a distanciar as coisas. 

      Pensando um pouco,talvez isso possa validar as diferenças, essa característica é algo que apenas o Transcendente possui. 

      isso faz um pouco de sentido?!?!?!

        Carregando editor
    • Beatrice Wise escreveu:
      isso é mais por parte simbólica do que útil, no caso. É só uma hierarquia sem utilidade para separar os transcendentes dos demais, é apenas um termo. Eu não vejo como isso pode ser útil TECNICAMENTE, porém, pode ajudar realmente a distanciar as coisas. 

      Pensando um pouco,talvez isso possa validar as diferenças, essa característica é algo que apenas o Transcendente possui. 

      Quase isso kk. 

        Carregando editor
    • @EliminatorVenom eu pensei um pouco sobre isto também. 

      Eu só penso em uma característica exclusiva para os que Transcendem essa lógica. (Estão além, como você descreveu.) 

      Obrigado pela recepção!♥ 

      Que nada... são só tempos ruins, se estão ruins é porque os bons existem hehe. 

        Carregando editor
    • Pela parte simbólica da coisa, realmente faz sentido. mas o @EliminatorVenom deu motivos para aplicar com motivos técnicos. 

        Carregando editor
    • Se a ideia for agradar usuários que não gostaram, não é uma boa defesa. Não gostar não é um bom ponto porque gosto é relativo e subjetivo.

      O Edu tem um bom ponto. Mas precisa ser mais trabalhado se quiser aplicar, pois pelo menos da forma como tratávamos antes, não funciona.

        Carregando editor
    • Eliminator disse algo com bastante sentido, gostaria de ver mais sobre...

        Carregando editor
    • De fato, o sentimentalismo foi um argumento horrível para defender o ponto. 

      Mas a idéia em si, eu gostaria que realmente fosse vista e revista com carinho. Não escolhi os melhores argumentos, mas para especificar, é uma necessidade de criar um termo, ou reutilizar baseado na própria existência de tais personagens. 

      Se eles estão além da destruição, qualquer classificação no Sistema Hierárquico é irrelevante.

        Carregando editor
    • Kevyn S. de Andrade escreveu:

      Revy Lee escreveu: Obrigado por tirar a dúvida, e bem... O Kév não gostou da idéia, então sem chances, acredito eu disso passar. 

      Peeh, por favor, não trate como se eu fosse uma autoridade que fecha discussões por não gostar. Aqui não é a VSBW e eu não sou o Antvasima, ou o DarkLK.

      Eu vou primeiro explicar o porquê disso ser um não categórico, pra ficar bem claro.

      Desculpe, sabia que tu ia se irritar kkk, te amo, nazismo é de esquerda

        Carregando editor
    • Vou fechar aqui agora. Se tiverem razões mais convincentes pra isso, ressuscitem o tópico.

      E só devo pontuar aqui: Se a VSBW nunca tivesse instituído níveis como do antigo hyperversal e atual outerversal, eu garanto que todos vocês estariam ok com o infinito ser o maior nível. A reclamação com esse nível é muito mais porque é cômodo manter o costume que vocês já têm de tratar assim, do que por qualquer outra coisa. Antes de conhecer o vsdebating, eu tenho certeza que a maioria de vocês entendia o infinito como a maior coisa possível, e não há motivos pra parar de pensar assim.

        Carregando editor
Curtir esta mensagem
Você curtiu essa mensagem!
Veja quem curtiu essa mensagem
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.